E0470F4B-214F-4291-BE86-3813C52149F6
DestaqueNotícias

Rodrigo Cunha diz que vai acompanhar Governo de Paulo Dantas com uma lupa

Senador afirmou que Dantas “Sentou na cadeira de governador para fazer campanha para ele e para deputados”

Em entrevista à Rede Antena 7 de Rádios na manhã desta segunda-feira (16), o senador Rodrigo Cunha (União) afirmou que vai acompanhar o Governo de Paulo Dantas (MDB) com uma lupa, já que o novo Chefe do Executivo chegou ao cargo através de uma “manobra” realizada pela Assembleia Legislativa Estadual (ALE).

“O que eu vou fazer – não só eu, como vários outros atores – é estar acompanhando com uma lupa. Porque eu sei o que é a Assembleia Legislativa. Eu passei lá quatro anos. E foi entregue o Governo à Assembleia. Então, quem está ali é o candidato dos deputados, que se sentou na cadeira no período eleitoral para fazer campanha para ele e para grande parte dos deputados. Então é necessário ficar vigilante!”, alertou o senador.

Rodrigo Cunha surpreendeu ao reconhecer que o Estado de Alagoas na gestão de Renan Filho (MDB) avançou e tem avançado, mas que com um Governador indicado pela ALE pode regredir. Ele também garantiu que vai provocar os órgãos de fiscalização para que não haja o uso da máquina pública para fins eleitorais.

“Pode agora dar um salto para trás. Então, a expectativa é exatamente essa: que no período eleitoral aconteça isso. Nós vamos acompanhar de perto, e os órgãos fiscalizadores serão instigados a também estar com a lupa a cada passo que for dado para que a gente não permita retrocessos, não permita usar a máquina do Estado para fazer picuinha política, para colocar a faca o pescoços dos prefeitos para só realizar as atribuições do Estado se aquele prefeito votar no candidato”, assegurou.

ELEIÇÃO INDIRETA SUB JÚDICE

Rodrigo Cunha defendeu a tese de que a eleição indireta que alçou o deputado estadual Paulo Dantas ao cargo de governador está Sub Júdice e que a decisão par a realização do pleito poderá ser revista.

“Ao pedir vistas, o ministro vai devolver [o processo] com seu voto. Então pode ser que seu voto – já que não foi contabilizado o voto da maioria dos ministros – faça com que a decisão seja alterada. Eu torço para que a Justiça avalie todos os pontos, sem dúvida nenhuma”, pontuou.

Por fim, o senador disse que irá aguardar a decisão que a Justiça tomar para que não hajam mais prejuízos institucionais e a população acabe sendo penalizada novamente. “Sinceramente, o momento agora é de olhar para frente. E eu não vou gastar minhas energias esperando a justiça tirar o mandato que recém assumiu o governador tampão. Eu quero que Alagoas avance!”, concluiu.

Berg Morais

Berg Morais - Jornalista, MTE - 1769/AL

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar