Prefeito caloteiro: Empresário acusa Padre Eraldo de dar calote em músicos e dirigentes artísticos de Delmiro Gouveia



Cristóvão Lopes diz que artistas não querem se apresentar em Delmiro Gouveia porque prefeito não paga.

Por Berg Morais 

Os eventos públicos no município de Delmiro Gouveia pararam de acontecer por conta da falta de pagamento aos artistas contratados pela Prefeitura para se apresentarem no município. Pelo menos é isso que o empresário do ramo Cristóvão Lopes tem alegado e protestado nas redes sociais. Músicos da cidade reclama da falta de oportunidade, mas alegam também o medo de trabalhar e não receber.

“Caloteiro”. Esta é a fama do prefeito de Delmiro Gouveia Padre Eraldo para o ramo artístico de sua própria cidade e da região. “A prefeitura até faz [festa], mas não paga! Tá aí os empresários e os músicos de Delmiro sem receber”, denuncia o empresário Cristóvão Lopes em um áudio que circula nas redes sociais. 

Na gravação, que tem menos de um minuto, Cristóvão revela que tem um colega que realizou dois eventos, mas os acertos não foram cumpridos. “Fez o São João e carnaval do ano passado com toda a estrutura, e até agora não recebeu”, revela. 

O empresário afirma que chegou até a emprestar dinheiro ao companheiro. “Um amigo meu, coitado… eu até emprestei um dinheiro a ele”, disse. 

Por fim, Cristóvão Lopes parabeniza outra pessoa por realizar eventos particulares no município. “Eu não sei nem como Geninho Batalha tocou no Jardim Cordeiro, acho que pagaram à vista, porque ele [prefeito] não paga. Ele não paga nem o débito dele, imagine de prefeitura. Isso é muito triste para o município. Lamentável!”, concluiu afirmando morar em Delmiro Gouveia há 20 anos e “nunca ter visto um negócio desse”. 

Já a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Delmiro Gouveia negou as informações passada pelo empresário. “Todos os músicos quem tem tocado para o município tem recebido rigorosamente em dia. Há um problema e aí já não é com o município e sim com uma empresa que contratou alguns músicos em 2017. O prefeito Padre Eraldo colocou os pagamentos em dia”.