Auditoria pode levar ex-gestores de Palmeira dos Índios à prisão


Por Berg Morais

Uma auditoria realizada na Prefeitura de Palmeira dos Índios apontou diversas irregularidades, que podem resultar em ações por responsabilidade civil e criminal do ex-prefeito James Ribeiro e de ex-secretários de pastas estratégicas do município. A denúncia pode mudar o cenário eleitoral, com a desistência de candidaturas e o fortalecimento de outras.

O blog recebeu informações exclusivas que revelam que o dinheiro arrecadado em um setor específico da gestão James Ribeiro teria sido aplicado para outras finalidades.

Informações privilegiadas dão conta de que cerca de R$ 6 milhões teriam sido desviados dos cofres públicos. O resultado da auditoria ainda não chegou às mãos do prefeito Júlio Cezar, mas a certeza é de que o Ministério Público Estadual será acionado tão logo isso aconteça.

Esta bomba pode mudar drasticamente o cenário eleitoral, pois, quando o “dossiê” se tornar público, pode prejudicar a campanha do ex-gestor ao cargo de deputado estadual. O deputado estadual Edval Gaia seria um dos principais beneficiados caso James Ribeiro chegue a abrir mão de sua candidatura em decorrência de denúncias que poderão vir a tona sobre sua administração.

Ex-secretários da gestão passada também são citados como participantes desse suposto esquema milionário, que pode acarretar em prisão.

O prefeito Júlio Cezar já tem conhecimento do resultado da auditoria, porém, ainda não recebeu o relatório detalhado. É aguardado para os próximos dias um pronunciamento oficial do gestor revelando qual será, de fato, o posicionamento a ser tomado.

berg_morais@hotmail.com