E0470F4B-214F-4291-BE86-3813C52149F6
DestaqueNotícias

“Estão matando gente como se mata galinha em terreiro”, diz Ângela Garrote sobre crimes em Igaci

Deputada pediu que autoridades atuem para minimizar crimes na cidade

A deputada estadual Ângela Garrote (Progressistas) usou a Tribuna da Assembleia Legislativa Estadual (ALE), nesta terça-feira (12), para denunciar o alto índice de violência publica no município de Igaci. Ela pediu que as forças de segurança, o Poder Legislativo e o Ministério Público Estadual (MP) atuem para minimizar os crimes na região.

“Está se matando [gente] em Igaci como se mata galinha ou pinto no terreiro de alguém. E até hoje, desde o primeiro assassinato que houve desse ano para cá, nada é investigado. E, se é, não está se dizendo quem é o assassino e prendendo alguém”, disparou Garrote.

Ainda de acordo com a deputada, o clima na cidade é de tensão. “Tem país chorando, a população amedrontada, sem coragem até de sair para ir à uma missa na igreja”, relatou Ângela Garrote pedindo que sejam designados delegados especiais para que investiguem os crimes que estão ocorrendo no município e não estão sendo solucionados.

Por fim, Ângela Garrote se referiu a Igaci como “uma terra sem lei”. “Se tem delegado, não está fazendo seu trabalho.

Berg Morais

Berg Morais - Jornalista, MTE - 1769/AL

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar