Caso Grilo: Após dez anos, acusado de matar empresário irá a julgamento

Caso Grilo: Após dez anos, acusado de matar empresário irá a julgamento
Fernando Medeiros, acusado de ser o mandante do crime, está em liberdade e segue vida “normal”.

Por Berg Morais

O fazendeiro Fernando Carlos Medeiros irá sentar no banco dos réus, no próximo dia 16, no Fórum de Maceió. Ele é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE/AL) de ser o mandante do assassinato do empresário Jair Gomes de Oliveira, o “Grilo”. O crime ocorreu no centro do município de Palmeira dos Índios, em 2010. O julgamento ocorrerá na 9ª Vara Criminal da Capital e será presidido pelo juiz John Silas.

O crime causou grande repercussão em todo o Estado, fazendo com que o processo fosse desmembrado em 2016 da Comarca de Palmeira dos Índios devido à influência política e financeira do acusado no município.  Nas redes sociais, familiares e amigos da vítima protestam e se dizem revoltados devido ao fato de Fernando Medeiros aguardar por tanto tempo o julgamento em liberdade, e andar pela cidade “como se nada tivesse acontecido”.

A família de “Grilo” espera a condenação do acusado para que a Justiça seja feita e todos voltem a ter a paz desejada há tanto tempo. “Meu pai foi tirado da gente quando tínhamos 8 (Luís), 12 (Gabi) e 18 (Thaísa) anos. Os corações de nossa família sangram ao saber que a Justiça ainda não foi feita completamente”, desabafa a filha Thaísa, num texto que circula nas redes sociais.

Ela vai mais além e chama a atenção daqueles que também tiveram familiares mortos por crimes de pistolagem. “O dia 16 virá pela defesa da vida e da Justiça. Virá por todos nós que já tiveram seus pais, irmãos, filhos, tios, amigos… ASSASSINADOS”, destaca a jovem Thaísa, que ainda convida a todos para estarem presentes no dia do julgamento.

O CASO

O empresário palmeirense Jair Gomes de Oliveira, conhecido como Grilo, foi assassinado na noite do dia 22/11, enquanto se dirigia para uma partida de futebol de salão com amigos, que acontece tradicionalmente as segundas-feiras, no ginásio de esportes do colégio Cristo Redentor.

Grilo foi surpreendido, ao descer de seu veículo, por dois homens que estavam em uma motocicleta. Eles efetuaram quatro disparos contra a vítima. O crime aconteceu a 150 metros da delegacia municipal.

Berg Morais

Berg Morais

Berg Morais - Jornalista, MTE - 1769/AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *