Hospital Santa Rita tem Farmácia 100% informatizada e com medicamentos de última geração


Roberta Sampaio – Assessoria HRSR

O Hospital Regional Santa Rita e Maternidade Santa Olímpia, em Palmeira dos Índios, conta com uma Farmácia 100% informatizada, que possui um sistema com código de barra que mostra o lote e a validade dos medicamentos, além de poder rastrear a medicação que irá para o paciente. Isso significa dizer que, não existe a possibilidade de erros na medicação. Além disso, a unidade possui alguns medicamentos de alto custo para bebês que são cardiopatas ou que possuam algum problema respiratório.


A Farmácia funciona 24h e tem uma equipe com 05 Farmacêuticos: Coordenadora – Neila Heloíse, Lucas Farias, Roseane Silva, Évia Larissa e Juliana Laurentino, e ainda os atendentes de Farmácia e também os menores aprendizes. Trabalhando diuturnamente para atender aos pacientes que procuram a unidade hospitalar.


Estrutura física


Existem, dentro do hospital, a Farmácia Central e mais duas Farmácias Satélites (uma no Centro Cirúrgico e outra na Emergência para atender a dispensação de material e medicamento, tanto da Emergência quanto da Pediatria e Clínica Cirúrgica). A Central, além de equipar as satélites, também abastece a UTI Geral, Clínica Médica e Clínica Obstétrica.


“Ter a farmácia central e as duas satélites é uma forma de agilizar todo o processo de atendimento. Tivemos um avanço muito grande com o sistema de prescrição eletrônica, pois o médico faz a prescrição para o paciente e nós temos acesso no mesmo instante. Representantes de outros hospitais vieram visitar o Santa Rita para ver a forma como nós trabalhamos, devido ao nosso controle, a dispensação, as nossas normas e rotina ”, destacou a Coordenadora da Farmácia – Neila Heloíse.


Ainda de acordo com Neila, os materiais hospitalares e medicamentos que ficam na Farmácia Central e são distribuídos para as duas Farmácias Satélites, são feitos através de pacotes unitários. Em todas as cirurgias, cada paciente tem o seu pacote. A prescrição tem validade de 24h, e era liberado um pacote único. Hoje os pacotes são fracionados em quatro horários: manhã, tarde, primeira noite e segunda noite. Isso assegura ainda mais o controle do medicamento, diminui a quantidade de quebra. E, se o paciente for transferido o medicamento é devolvido com maior agilidade para a Farmácia.


O papel do Farmacêutico


“Antes tínhamos um olhar mais técnico para o setor da Farmácia, de formação apenas de pacote, hoje nós somos assistenciais. O Farmacêutico possui, atualmente, um papel primordial dentro da empresa, que é o auxílio, junto ao médico, com a prescrição médica, tirando dúvidas, estando junto com ele tentando minimizar as interações medicamentosas, efeitos colaterais e reações adversas dos pacientes. O hospital disponibiliza medicamentos de alto custo e de última geração. São poucas as unidades no estado de Alagoas, que têm o Roll de medicamentos que o Santa Rita possui”, finaliza a Coordenadora Neila Heloíse.