Prefeito vive se envolvendo em escândalos, perde credibilidade e vira chacota nas redes sociais

População tem cobrado uma postura mais séria do prefeito e espera que a gestão comece a apresentar resultados mais eficazes.


Por Berg Morais


Não é preciso nenhuma pesquisa para perceber que a credibilidade do prefeito de Palmeira dos Índios tem caído bastante diante da população. Júlio César tem vivido um verdadeiro inferno astral e o tempo está bastante curto para ele virar o jogo e disputar a reeleição, que será bastante apertada com a possível união da oposição. Os escândalos saíram das redes sociais e ganharam as páginas policiais. São ataques diretos à gestão pela ausência de serviços essenciais – como recolhimento do lixo e iluminação pública precária – a supostos crimes passionais.

A população está apreensiva com os últimos acontecimentos e tem cobrado uma postura mais séria do Chefe do Executivo municipal que, a cada dia, tem mostrado não está preparado para o cargo que ocupa.

A partir de hoje, vamos juntos relembrar os últimos casos que levaram Júlio César a virar motivo de chacota nas esquinas da cidade e memes nas redes sociais. Sem falar dos apelidos bem criativos que ouvimos nas ruas para ilustrar as estórias da vida do gestor. As denominações vão ao gosto do freguês: Imperador Pinóquio, Rei do Lero, pinta de gato.

Por falar em “pinta de gato”, será muito difícil de a população esquecer os supostos nudes que vazaram do prefeito. Inicialmente, Júlio gravou um vídeo afirmando que tudo se passava de uma montagem e cobrou das autoridades policiais a punição dos envolvidos. Mas as investigações desmentiram as declarações do prefeito e levaram a um relacionamento que o gestor mantinha. A ex-companheira acabou sendo indiciada por divulgar em grupos de WhatsApp em 2018 uma imagem em que ele apareceria nu. Segundo a polícia, a acusada nega ter cometido o crime.

A imagem é de um homem nu, em frente a um espelho, em um aplicativo de troca de mensagens. A verdade é que a autenticidade da imagem foi confirmada quando o delegado que comanda as investigações disse que “a ex-namorada teria sido responsável por disseminar a imagem pornográfica”.

Até agora, a Polícia Civil não confirmou o esclarecimento deste caso e – ao que parece – a história foi abafada. Pode até ter sido, mas nunca será esquecida pela população palmeirense.

Se você pensa que acabou, está enganado! O irmão da ex-companheira do prefeito fez postagens nas redes sociais onde Júlio César aparece acompanhado por um advogado ao lado de uma porta com o nome “sala promotor”. A legenda do post dizia: “Prefeito de Palmeira dos Índios – AL aguardando audiência no juizado da violência contra mulher”. Mas está é uma outra história que contarei na próxima matéria, ainda esta semana.

Parece até novela mexicana, eu sei! Mas vamos juntos esmiuçar todos os casos que envolvem o prefeito de Palmeira dos Índios. Ah! Tem ainda os extratos bancários onde a ex-companheira alega ter feito várias transferências para pagar débitos de Júlio César. Estaria o prefeito sendo sustentado por uma ex-namorada?

Ainda tem a estória do “Nequinho de Veio”, que só vou contar no final dessa saga que tem atormentado a vida do prefeito Júlio César e alegrado a população.