Ex-vereadora deverá ser anunciada a nova Secretária da Mulher de Palmeira dos Índios

PT tentou Saúde e Assistência Social, mas assumirá uma pasta do tamanho do seu poder político no município.


PT tentou Saúde e Assistência Social, mas assumirá uma pasta do tamanho do seu poder político no município.

Por Berg Morais

Não é segredo para ninguém que a ex-vereadora e candidata a prefeita derrotada Sheila Duarte (PT) será anunciada como a nova Secretária da Mulher de Palmeira dos Índios. O cargo, que já existia e foi instinto sob alegação de “ajuste fiscal”, agora retorna ao primeiro escalão do Poder Executivo municipal. Sheila já foi vereadora, é fundadora e presidenta (vitalícia?) da Associação de Mulheres do município – AMPI.

A escolha não é de caráter técnico nem pessoal do prefeito Júlio Cezar (PSB), segundo revelou uma fonte também do primeiro escalão do Governo, que preferiu não ter o nome revelado. O nome de Sheila surge mesmo por uma necessidade do prefeito de se aproximar do deputado federal Paulão (PT), que tem ajudado bastante o município. A nomeação seria uma forma de “agradar” o parlamentar, que é até padrinho de casamento da “futura nova” titular da Secretaria da Mulher, e manter o envio de recursos de Emendas Parlamentares.

O mentor político e marido de Sheila, médico Pedro Paulo Duarte, já tinha revelado em sua “Sala de Laudos” que só tinha interesse pelas secretarias de Saúde ou Assistência Social. Tentaram até pressionar o prefeito Júlio, por uma dessas secretarias, mas não tiveram força suficiente para conquistar uma secretaria de grande porte como Saúde ou Assistência Social e agora terão que se conformar com uma pasta que tem status de primeiro escalão, mas tem o tamanho de uma diretoria qualquer.

Por falar em força, o grupo político encabeçado por Pedro Paulo Duarte mostrou o tamanho de seu poder político no município na última eleição, dando pouco mais de 500 votos ao seu candidato (quando se era esperado 1.500 votos), ex-deputado estadual Ronaldo Medeiros (MDB) – que por pouco não conseguiu a reeleição. Ronaldo desenvolveu um grande trabalho em Palmeira através da AMPI, com cursos profissionalizantes, trator para aração de terra de pequenos agricultores, entre outras benfeitorias. Mas, mesmo com mais de 3 mil associadas na AMPI e com os “favores” prestados no serviço de radiologia, ultrassonografia e tomografia por Pedro Paulo e Sheila, Ronaldo Medeiros teve uma votação desprezível no município.

A verdade é que o prefeito Júlio não terá mais tempo para testar a capacidade de seus generais. Se ele quiser mesmo disputar a reeleição, terá que cobrar duro de seu secretariado uma resposta que venha das ruas, e não de fofocas. À Sheila Duarte, sucesso nesta nova empreitada!