Célia Rocha tenta fazer povo de Palmeira de besta e culpa ex-prefeito por não ter deixado ela trabalhar


 

Após quatro anos “desaparecida”, Célia Rocha volta a Palmeira atrás de votos.

Por Berg Morais 

Ao longo de sua trajetória política em todos esses anos de vida pública, Célia Rocha parece estar desaprendendo como se faz a política da boa vizinhança. Em busca de votos para deputada estadual, ela teve a cara de pau de ir à emissora de rádio em Palmeira dos Índios culpar o ex-prefeito James Ribeiro (PRTB) por não ter trabalhado pelo município enquanto foi deputada federal. 

Desculpa esfarrapada! Certamente, Célia fez isso para tentar “queimar” James Ribeiro, que também já anunciou que vai disputar uma vaga na Assembleia Legislativa Estadual (ALE). Ela acreditava que fazendo isso ganharia votos que seriam de James. Mas o tiro saiu pela culatra.

A ex-prefeita de Arapiraca foi mais além ao achar que a população de Palmeira é besta. Pode até ter sido quando deu a ela quase 10 mil votos no pleito passado, onde logo após saiu correndo do município sem sequer agradecer a expressiva votação que teve. 

Quatro anos após seu “sumiço”, ela retorna com um pedido de desculpas e alegando que não fez nada pelo município porque não tinha alinhamento político com o ex-prefeito. Que conversa feia, Célia! 

De forma categórica, James Ribeiro destacou que, desde que seu saudoso pai Helenildo Ribeiro era deputado federal, a relação com Célia Rocha sempre foi estreita. A reação de James foi um tapa de luva na cara de Célia. 

O pior é que Célia volta à Palmeira prometendo tudo de novo, mesmo sem ter cumprido nada. 

Com tantos nomes de Palmeira que estão presentes no dia a dia, ao lado do povo, disputando o mesmo cargo de deputado estadual, será mesmo que a “Princesa do Sertão” vai dar voto a uma forasteira que só aparece quando precisa de voto? 

berg_morais@hotmail.com