Família Gaia pode romper com Júlio Cezar com a entrega da secretaria de Administração


Rodrigo Gaia era o titular da Secretaria de Administração de Palmeira dos Índios

Por Berg Morais

A saída do advogado Rodrigo Gaia da secretaria de Administração de Palmeira dos Índios pode ser o primeiro sinal para o rompimento político entre o seu irmão, deputado estadual Edval Gaia (PSDB), e o prefeito do município, Júlio Cezar (PSB). Rodrigo confirmou saída da pasta, mas atribuiu a Val os entendimentos políticos.

O deputado Val Gaia era um dos nomes que vinha recebendo o apoio do Governo Municipal para a eleição que se aproxima. Ele vai disputar novamente uma vaga na Assembleia Legislativa de Alagoas e contava com o empenho do prefeito Júlio Cezar para a sua reeleição.

Tudo começou com a mudança da postura adotada por um programa de notícias que vai ao ar diariamente numa emissora de rádio de propriedade da família Gaia, a Palmeira FM. Antes, o programa colocava o prefeito como uma figura hercúlea. Hoje, num figurante em um cenário sombrio.

Mas os problemas não teriam sido somente político-eleitorais, mas também técnicos, onde terceiros (leia-se empresas e prestadores de serviço) também estariam envolvidos.

O prefeito Júlio Cezar se nega a falar sobre o caso até para os mais próximos, porém, não esconde a sua insatisfação. Comenta-se, inclusive, que Rodrigo e Júlio não sentam na mesma mesa.

Nos bastidores, fala-se que Rodrigo Gaia poderia assumir uma secretaria na Prefeitura de Maceió, através de entendimentos conduzidos pelo ex-governador Teotonio Vilela Filho.

Ao blog, Rodrigo Gaia confirmou sua saída da pasta da Administração e disse que assuntos políticos são tratados apenas com seu irmão. “Minha saída sim. Rompimento político quem pode responder é Val, mas por esse motivo não”, enfatizou.

Apenas a cinco meses da eleição, a situação do deputado Val Gaia se complica a cada dia. Primeiro, por ter que dividir os votos com seu ex-aliado umbilical James Ribeiro (que também disputa uma vaga na Assembleia). E, agora, pela perda de espaço na cidade com a terceira maior densidade eleitoral do Estado.

Rodrigo Gaia era considerado um dos melhores quadros da gestão Júlio Cezar.

berg_morais@hotmail.com